15 lugares maravilhosos que você precisa visitar antes que eles fiquem cheios de turistas

Quando queremos ir de férias e relaxar, muitos de nós escolhem os lugares mais populares onde todo mundo já vai sem muita premeditação. Por alguma razão, pensamos para nós mesmos: “Quanto mais turistas, melhor o lugar deve ser.” Mas isso nem sempre é verdade. Lá fora, em todo o mundo, há um grande número de lugares semelhantes a um verdadeiro paraíso na Terra, mas que estranhamente ainda não se tornaram muito populares entre os viajantes.

Hoje, trazemos para você alguns lugares mágicos onde você será capaz de fugir da confusão e agitação das multidões e realmente absorver a tranquilidade.

 

 

#1 Jose Ignacio, Uruguai

© protothema

Somente 300 pessoas vivem em José Ignacio, mas no verão sul americano, esta cidade está entupida com super estrelas latino-americanas, como por exemplo Shakira. É por isso que você pode encontrar coisas como hotéis de luxo e restaurantes elegantes por lá. José Ignacio é o lugar perfeito para pessoas que têm os meios para desfrutar de um pouco de luxo, mas não conseguem encontrar a privacidade que anseiam.

 

#2 Koh Rong, Camboja

© thousandwonders

Se você quiser uma pausa da civilização, então você definitivamente precisa visitar a ilha de Koh Rong. Não existem arranha-céus, barulho ou carros nesse lugar. Há apenas silêncio, algumas aldeias piscatórias pacíficas, e natureza intocada. Koh Rong é descrito às vezes como “o que a Tailândia era há 20 anos.”

 

#3 Bangladesh

© Saad Rahman

O Bangladesh é uma terra surpreendentemente bonita, com uma cultura diversificada e uma história rica. O turismo não é um setor particularmente bem desenvolvido da economia aqui, embora existam muitos lugares de interesse: as mansões de Maharaj, a maior costa de mangue do mundo e a mais longa praia do planeta.

 

#4 Sofia, Bulgária

© Aleksasho

Sofia é uma das cidades turísticas mais baratas da Europa. A principal cidade da Bulgária tem uma arquitetura histórica muito rica, que surpreende todos os seus visitantes. Segundo alguns especialistas, Sofia não ficará muito mais tempo “escondida” da indústria do turismo – muito em breve, ela vai ser descoberta por mais e mais pessoas e ficará inundada de turistas.

 

 

#5 Ambergris Caye, Belize

© Scott E. Allen

A ilha de Ambergris Caye tem uma história muito rica. Em várias ocasiões, índios indianos, caçadores de baleias e corsários viveram lá. Ambergris Caye atrai nos dias de hoje mergulhadores de todo o mundo – está localizada perto da Barreira de Corais de Belize, que é o segundo maior recife do mundo.

 

#6 Mianmar

© rsaa

Myanmar, igualmente conhecida como Birmânia, é um país pequeno do Sudeste Asiático. A palavra “Myanmar” significa “rápido”, e há uma boa razão para isso: Somente cerca de 300 mil pessoas visitaram o país em 2010, mas três anos depois, esse número aumentou para mais de 2 milhões de turistas. Mas, ainda há tempo para ir passear de barco no isolado lago Inle e contemplar um pôr do sol maravilhoso.

 

#7 Roatan, Honduras

© Huy Hoang

Os navios de cruzeiro começaram a visitar a costa de Roatan apenas em 2005. Verdade seja dita, isto apenas acontece porque as Honduras não são propriamente o lugar mais seguro do mundo. Roatan começou a ganhar popularidade com a visita de mergulhadores, que vêm para a ilha para verem a Barreira de Corais Mesoamerican. Na ilha em si, você tem a chance de ir pescar, e você também pode explorar o arquipélago Cayos Cochinos.

 

#8 Apúlia, Itália

© Davide Tornese

Umas férias em Apúlia certamente será um acontecimento memorável: o mar azul, a terra vermelha, o dourado pôr do sol, e mais importante, os habitantes muito hospitaleiros. Além da praia, há muitos lugares de interesse que você pode visitar: o castelo de Bari, a basílica de Santa Croce, e o museu arqueológico de Rignano Garganico.

 

#9 Zâmbia e Zimbabwe

© world-fact

Sim, temos a noção disso – este belíssimo local é muito semelhante a Victoria Falls, um local já conhecido de todos (pelo menos em imagens). Mas está localizado perto do Hwange National Park, que quase ninguém conhece. O parque é enorme – 14.600 km quadrados. Possui lagos, plantas raras, animais selvagens africanos e aves. Hwange orgulha-se dos seus elefantes (há mais de 30.000 deles lá).

 

#10 Busan, Coreia do Sul

© Colin Jones

Enquanto as multidões de turistas ainda vão para Seul, o melhor mesmo é visitar a segunda maior cidade sul-coreana, Busan. Muitas vezes é chamada de “a capital de verão da Coreia” por causa das suas muitas praias. Além disso, Busan é famosa pelo seu museu de arte, santuário de aves abertas e um mercado de peixe.

 

 

#11 Manila, Filipinas

© John Farrell

Manila é a segunda maior cidade das Filipinas. Terra de comida absolutamente deliciosa e barata. A cidade também tem muitas atrações: igrejas antigas, belos palácios, mosteiros e museus.

 

#12 Phu Quoc, Vietnã (Vietname)

© Javi Stolz

Phu Quoc é simplesmente um paraíso. A ilha é cercada por praias de areia branca como a neve, água pura e cristalina e selvas verde-esmeralda. Aqui você pode fazer mergulho, canoagem e visitar as várias fazendas. Um período de férias em Phu Quoc oferece a oportunidade de experimentar um tremendo sentimento de união com a natureza.

 

#13 York, Grã-Bretanha

© Lev Tsimbler

York é uma das cidades mais bonitas e antigas de Inglaterra. Tem tudo o que uma cidade inglesa deve ter – pubs, casas de chá, cafés, igrejas, prédios antigos, e assim por diante. Uma das principais atrações de York é a catedral verdadeiramente magnífica (com mais de 500 anos de idade). As chances são de que mais e mais turistas visitem York nos próximos anos, então apresse-se e desfrute em paz, antes das multidões!

 

#14 Kep, Camboja

© Antoine Lanne

Em 1908, Kep era o destino favorito da elite francesa. tornou-se famosa pelos seus fantásticos restaurantes. Mas depois de anos de guerra civil, a Riviera colonial foi deixada em ruínas. Apesar disso, hoje em dia, Kep é um ótimo lugar para relaxar.

 

#15 Salinas Grandes, Argentina

© llamatravelblog

Este deserto de sal é na verdade um grande pântano de sal, 250 km de comprimento e 100 km de largura. Quando chove, ele se transforma em um espelho gigante. Esse local ainda é considerado inacessível e, portanto, não tão popular entre os turistas.

E aí? Ficou com vontade de visitar?