Cigarro vence o plástico e é o maior responsável pela poluição dos oceanos

Para além de ser extremamente tóxico para o corpo humano, o cigarro é uma ameaça para os oceanos. De acordo com a Ocean Conservancy, que patrocina anualmente a limpeza de praias, em 32 anos, foram colhidas mais de 60 milhões de bitucas/pontas de cigarro nos mares.

Circunstância que coloca o desprezado resto do cigarro como o principal responsável pela poluição dos oceanos, ultrapassando inclusive o plástico. As pontas/bitucas representam um terço dos agentes poluidores removidos dos mares.

 

Para piorar ainda mais as coisas, resíduos de cigarro foram detectados em cerca de 70% das aves e 30% das tartarugas marinhas. Estes resíduos do cigarro possuem o produto nos filtros, que não são biodegradáveis.

Em 32 anos, foram colhidas mais de 60 milhões de bitucas/pontas de cigarro nos mares.

No mundo, são produzidos cerca de 5,5 trilhões/triliões de cigarros todos os anos e a grande maioria deles usa filtros de acetato de celulose, que demoram mais de 10 anos para se decomporem totalmente quando largados no meio ambiente. Os oceanos, acabam por ser o lugar onde estes terminam.

Os dados foram revelados por Thomas Novontny, fundador do Projeto de Poluição por Bitucas/Pontas de Cigarro. Falando à NBC News, o professor da Universidade Federal de San Diego conta que os filtros são apenas uma instrumento de marketing adotado pelas empresas.

Qual a sua opinião sobre este flagelo?